segunda-feira, 1 de agosto de 2011

MAE expõe no Museu Botânico Municipal obras de Tyryetê-Kaxinawa sobre defesa da Amazônia


A Exposição “Amazônia Viva” acontece a partir de 3 a 14 de agosto no Salão de Exposições do Museu Botânico Municipal em Curitiba

Quem ainda não visitou a Exposição “Amazônia Viva: Tyryetê-Kaxinawa” tem a chance de visitá-la agora em Curitiba. A exposição, realização do MAE - Museu de Arqueologia e Etnologia da UFPR, será inaugurada às 15h do dia 3 de agosto no Museu Botânico Municipal na capital paranaense.

São retratos de militância e defesa ao respeito à natureza em desenhos originais de Jaime da Silva Araújo, cujo nome indígena é “Tyryete-Kaxinawa”. Companheiro de militância de Chico Mendes, Marina Silva, José Lutsemberg entre outros em prol dos direitos dos trabalhadores extrativistas e da preservação da Amazônia.

A mostra é um relato visual da história da chegada do “homem branco” na floresta e a destruição acarretada, a extração da borracha nos seringais e a mobilização dos povos da floresta. De cores vibrantes e estilo único, seu desenho nasceu de uma necessidade: “quando escrevi meu primeiro livro eu precisava de uma capa. Como não tinha dinheiro para mandar fazer iniciei a árdua tarefa de fazer o que não sabia”, diz Jaime em texto autobiográfico.

A exposição esteve no Museu de Arqueologia e Etnologia da UFPR em Paranaguá de 20 de maio a 31 de julho. O MAE é ligado à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal do Paraná e a ação tem o apoio da Fundação Tyryetê-Kaxinawa, da Fundacen, Secretaria Municipal do Meio Ambiente da prefeitura de Curitiba. O Museu Botânico Municipal fica aberto de segunda a sexta das 8h30 às 12h e das 13h às 17h. Sábados, domingos e feriados das 8h às 18h

Serviço
Exposição “Amazônia Viva: Tyryete-Kaxinawa”
Quando: De 03 a 14 de agosto
Onde: Rua Eng Ostoja Roguski - Jardim Botânico – Curitiba
Horários De segunda a sexta das 8h30 às 12h e das 13h às 17h. Sábados, domingos e feriados das 8h às 18h
Mais informações: (41) 3313-2042 (MAE – Reserva Técnica) / (41) 3362-1800 (Museu Botânico).

Nenhum comentário: